em

Whindersson Nunes sofre segunda derrota seguida no boxe

Humorista tem atuação apagada e vê o adversário vencer os quatro rounds

Whindersson Nunes sofreu segunda derrota no boxe. Foto: Misfits Boxing
Whindersson Nunes sofreu segunda derrota no boxe. Foto: Misfits Boxing

Whindersson Nunes teve novamente seus planos em nova aparição no boxe, neste sábado. O humorista perdeu para o americano Mate Nate por decisão unânime dos árbitros (40-36), em duelo de influenciadores, válido pelo MF & DAZN Series 10, na Inglaterra. O combate integrou o card preliminar do evento.

Whindersson teve uma performance sem brilho e não conseguiu impor seu jogo. Mate Nate foi superior nas principais interações e conectou mais golpes significativos. O americano teve as rédeas do confronto a todo momento e refutou as iniciativas de Whindersson. O brasileiro até caminhou para frente, mas não obteve sucesso.

O humorista imprimiu pouco volume de golpes e não conseguiu aliar à movimentação rápida com o poderio nos ataques. Ele começou a luta numa intensidade alta, porém, deixou o ritmo cair conforme o decorrer do relógio.

Whinderson em má fase no boxe

Mate Nate levou os quatro rounds na visão dos três jurados e não sofreu sustos ao longo do embate. Inclusive, ele estava mais rápido e acertou Whindersson em alguns contragolpes bem conectados. O brasileiro foi valente, no entanto, não estava num dia inspirado.

Com o revés para Mate Nate, Whindersson agora soma duas vitórias, um empate e duas derrotas desde que investiu na empreitada no boxe. Foi o segundo revés consecutivo de Whindersson. Em julho, ele sofreu uma derrota para o também influenciador King Kenny.

Avatar photo

Escrito por Gabriel Almada

Jornalista aficionado por luta e faixa-roxa de Jiu-Jitsu

Tyrone Gonsalves levou o ouro duplo na etapa de Natal do ADCC Open Brasil. Foto: Ana Assis/Assis Fotografia

Tyrone analisa fase no grappling e cita evolução com Melqui e Xande

Lucas Bernert se tornou campeão sul-americano há algumas semanas. Foto: BJJ Click

Lucas Bernert, joia da faixa-marrom, mira World Pro como ponto alto em 2023