em

Ruan Alvarenga promete atuação impecável no ADXC 3: “Estou mais forte e bem mais inteligente”

Lutador mineiro enfrenta Fabrício Andrey em duelo sem kimono na primeira edição do evento no Brasil

Ruan Alvarenga
Luta entre Ruan Alvarenga e Fabrício Andrey será uma disputa sem kimono do card principal. Arte: ADXC

Com compromisso confirmado na edição de número 3 do ADXC, Ruan Alvarenga fará sua segunda luta na carreira contra Fabrício Andrey no evento que desembarca de forma inédita no Brasil, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Com postura confiante, Ruan afirma que evoluiu muito desde o último combate contra Fabrício que, por sua vez, terá a oportunidade de revanche contra o faixa-preta da Alliance. A primeira luta entre os dois aconteceu no Sul-Americano No Gi da IBJJF, em 2021. Na ocasião, Alvarenga venceu após aplicar um katagatame.

“Acredito que eu evoluí muito da última luta para essa, assim como o Fabrício. Mesmo tendo feito 9×0 no placar e finalizado em seguida, eu consegui corrigir vários erros meus. A questão de agressividade vai ser a mesma, a única coisa que mudou é que estou mais forte fisicamente, mentalmente e bem mais inteligente.”, detalha o faixa-preta, campeão do Brasileiro No Gi da IBJJF na temporada passada.

Ruan Alvarenga
Momento pós-treino: Servio Tulio, Diogo Reis, Rual Alvarenga, Melqui e Mica Galvão dividem o mesmo tatame. Foto: @melquigalvaojj

Tirando máximo proveito da preparação para o ADXC, Ruan Alvarenga apareceu em uma postagem de Melqui Galvão, ao lado de Diogo Reis, Mica Galvão, além do próprio Melqui e Servio Tulio, que também visitou o HQ da equipe, mas mirando a seletiva do ADCC. Ruan revelou ser um fã de longa data do trabalho do pai de Mica e o timing da visita não poderia ser melhor.

“O Melqui está me ajudando muito. Muitos não sabem, mas desde os meus 15 anos eu treino sozinho, pois meu pai teve um problema sério na coluna e desde então eu me “viro”. Exceto quando vou pra NYC que tenho o Marcelo, o Matheus e a galera lá para me lapidar. Eu já converso com o Melqui há tempos e sempre quis vir treinar. Achei esse momento perfeito.”, afirma, satisfeito pela oportunidade.

Ruan Alvarenga quer surpreender o oponente com o jogo de botes

Declarando estar “mais pronto do que nunca” para dar o seu melhor no ADXC, Ruan Alvarenga diz que a questão do tempo dos rounds de luta não será um empecilho, já que ele é adepto de um estilo que impõe surpresas.

“Na minha opinião, essa questão do tempo reduzido, sem dúvida, é melhor para o público  assistir, pois as lutas ficam mais empolgantes. Mas, por outro lado, acredito que dificulta um pouco as finalizações, apesar de que eu sou um atleta que surpreendo muito nos botes também.”, conclui.

Todas as lutas do ADXC 3 serão transmitidas ao vivo pela TX7, plataforma de transmissão online.

Avatar photo

Escrito por Emmanuela Oliveira

Emmanuela Oliveira é faixa-marrom de Jiu-Jitsu e formada em Comunicação Social. Dentro do tatame, aprendeu que é possível conjugar Jiu-Jitsu, escrita e o gosto pelas artes visuais em um só pacote.

Tyrone Gonsalves aposta na versatilidade para ganhar seletiva do ADCC

Henrique Carepa, head organizer da AJP USA, celebra expansão da “organização que mais valoriza os atletas”