em

Ronaldo Junior comenta expectativa para brilhar no Grand Slam Miami

Ronaldo Junior é um dos principais competidores da Atos. Foto: Triângulo Filmes

O faixa-preta Ronaldo Junior está confirmado no Grand Slam Miami, a ser disputado nos dias 16 e 17 de setembro, e pretende repetir o feito da edição passada do campeonato. Ronaldo colocou seu Jiu-Jitsu plástico e finalizador e se consagrou campeão no evento da AJP.

Ronaldo é aluno do professor André Galvão e representa a Atos, em San Diego, Califórnia. Ronaldo é um dos atletas mais empolgantes de sua geração e sempre proporciona duelos eletrizantes. 

O atleta da Atos está inscrito na divisão até 85kg e não terá vida fácil para conquistar o título. Nomes como Uanderson Ferreira, Mateus Rodrigues e Lucas Norat vão endurecer a disputa na chave.

Em bate papo com a equipe do VF Comunica, Ronaldo Junior comentou a expectativa para lutar no Grand Slam Miami e expressou sua vontade de se aventurar no grappling.

VF COMUNICA: No ano passado, você foi campeão do Grand Slam Miami. Qual será a sua estratégia para repetir o feito?

RONALDO JUNIOR: Em 2022, venci o Grand Slam no dia do meu aniversário e foi incrível. Nesse ano, vou defender o meu título. Espero fazer boas lutas e desenvolver um Jiu-Jitsu bonito e ofensivo, da forma que eu gosto de lutar. A estratégia é sempre a mesma: lutar para frente e buscar os highlights.

Como você analisa esse duelo contra o Sebastian Rodriguez?

Será um duelo incrível, quero chegar na minha melhor versão. 

Em quais áreas você acha que vai sobressair em relação ao Sebastian? 

Eu sou um atleta completo, tenho recursos para levar a melhor em qualquer caminho que a luta se direcionar.

Você focou na evolução de quais pontos do seu jogo após o Mundial?

Após o Mundial, meu maior objetivo foi recuperar minhas lesões. Já estou 100% recuperado e me sinto pronto para os próximos desafios até o final do ano. 

Pretende competir no grappling em breve ou seu foco está só no kimono? 

Quero muito competir no grappling pela primeira vez na minha carreira. Tenho conciliado as duas modalidades na minha rotina de treinamentos, talvez o Pan Nogi seja a minha volta ao grappling, aguardem.

Avatar photo

Escrito por Gabriel Almada

Jornalista aficionado por luta e faixa-roxa de Jiu-Jitsu

Revelação da GFTeam pretende brilhar no Grand Slam Miami

Conheça o evento de Jiu-Jitsu que vai agitar a Venezuela