em

Pan de Jiu-Jitsu: Gabi Pessanha e Gutemberg Pereira dominam absoluto faixa-preta

Mica Galvão, Uanderson Ferreira, Mayssa Bastos e Thalyta Silva são outros nomes de destaque do torneio disputado na Flórida

Gabrielle Pessanha e Gutemberg Pereira dominaram o absoluto do Pan-Americano de Jiu-Jitsu 2024 da IBJJF, na Flórida.
Atletas da Infight e AOJ, respectivamente, garantem soberania no absoluto do Pan da IBJJF. Fotos: @lunivers.athletics

Chegou ao fim a edição do Pan-Americano da IBJJF de 2024 em Kissimmee, na Flórida, com a coroação dos campeões do absoluto e das divisões de peso, na elite da faixa-preta. No absoluto, Gabrieli Pessanha e Gutemberg Pereira são os dois melhores faixas-pretas, tanto no feminino quanto no masculino, respectivamente.

Para ficar com o ouro absoluto, Gutemberg Pereira precisou duelar com Marcus Scooby na finalíssima. A vitória veio através de uma finalização. Na divisão pesadíssimo, Guto foi medalhista de prata, após duelo com Yatan Bueno. 

Já Gabrieli Pessanha provou, mais uma vez, porque é a melhor atleta da atualidade. Para manter o título absoluto, Gabi mediu forças contra Izadora Cristina. O combate foi definido de forma rápida, com um justo ataque de pé aplicado por Gabi. No super-pesado, Gabrieli estrangulou Mayara Custódio para garantir o título. 

Na briga pelo ouro no peso galo masculino do Pan de 2024, Thalison Soares venceu Rodnei Barbosa em uma luta sem muitas movimentações ligeiras, típicas dos atletas mais leves. 

A performance do faixa-preta da AOJ superou o jogo do oponente da Checkmat, que ficou atrás no placar por três vantagens. Na sequência, Diego ‘Pato’, que foi parado por Marcus ‘Scooby’ no absoluto, no dia anterior, enfrentou Malach Edmond (Lloyd Irvin) na luta final entre os plumas. Perito em chave de pé, ‘Pato’ faturou o ouro com essa habilidade, garantindo mais uma medalha de ouro para a grande coleção dourada da AOJ no Pan-Americano.

Fabrício Andrey e Kennedy Maciel protagonizam luta eletrizante na final dos penas; Nagai conclui com ouro campanha finalizadora

Em batalha na última luta do peso pena, Fabricio Andrey e Kennedy Maciel, ambos da Alliance, protagonizaram uma guerra, cujas circunstâncias poderiam favorecer qualquer um dos dois, a qualquer momento. Kennedy, que garantiu dois pontos no placar, administrou bem a liderança do combate, apesar das investidas perigosas de Andrey, e assegurou a sua medalha de ouro. 

Mais emoção ficou por conta da final dos leves, entre Jackson Nagai e Natan Chueng. Na disputa da Checkmat contra a Frates, Jackson Nagai levou a melhor por três vantagens, encerrando uma campanha no Pan-Americano de 5 lutas e 4 finalizações. 

Mica Galvão tem favoritismo incontestável e Uanderson Ferreira, da Carlson, vence com jogo apurado

Mica Galvão, reforçando o seu favoritismo para o Mundial da IBJJF, após conquistar o ouro no Europeu, e agora no Pan, caminhou soberano e cheio de técnicas rumo ao lugar mais alto do pódio na divisão dos médios. Na final contra Andy Murasaki (Atos), Mica foi preciso e finalizou no armlock. 

Na sequência, Uanderson Ferreira, da Carlson Gracie, provou que é um dos lutadores mais empolgantes da atualidade. Ele dominou o duelo contra Mateus Rodrigues (AOJ), concluindo a performance com um estrangulamento justo na final do meio-pesado. 

Fellipe Andrew garantiu a medalha de ouro no peso-pesado ao vencer a final contra Pedro Machado (Atos) por quatro pontos no placar.

Anderson Munis (Fratres), campeão do peso super-pesado, fechou a final com o irmão Erich Munis (Fratres), que ficou com a medalha de prata. 

O mesmo aconteceu com Ingridd Alves, que ficou com a medalha de ouro, enquanto Maria Vicentini, colega da Dream Art, foi recompensada com a prata.

Mayssa Bastos garante ouro no Pan e Thalyta Silva segue desempenhando campanha efetiva na IBJJF

Na primeira luta das finais, peso galo feminino, entre Shelby Murphey e Ana Carolina Lima, faixas-pretas da AOJ, o acordo de fechamento se repetiu e quem assumiu o lugar mais alto do pódio foi Shelby.

Mayssa Bastos (AOJ) garantiu o topo entre as lutadoras do pluma, finalizando a luta contra Jessica Caroline (Fratres). 

Larissa Campos, mais uma fera da AOJ, brilhou contra Maria Luiza Nunes, pupila de Caio Almeida, na final do peso pena e venceu por pontos. 

Em luta bastante disputada contra Sabrina Gondim na decisão do peso-leve feminino, Janaina Lebre ficou com o ouro por decisão dos árbitros. 

Thalyta Silva, atual campeã do Europeu, foi a melhor entre as competidoras do peso médio. Na final contra Vannessa Griffin (Crazy 88), Thalyta venceu por uma diferença de dois pontos no placar da IBJJF. 

Izadora Cristina (Dream Art), que ficou com a medalha de prata no absoluto, venceu Thaynara Dias (Fratres) por pontos. 

Veja todos os resultados do Pan, aqui.

Avatar photo

Escrito por Emmanuela Oliveira

Emmanuela Oliveira é faixa-marrom de Jiu-Jitsu e formada em Comunicação Social. Dentro do tatame, aprendeu que é possível conjugar Jiu-Jitsu, escrita e o gosto pelas artes visuais em um só pacote.

Guybson Sá mostra grappling bem feito em luta clássica do ADCC CLT

Torneio Paulista da CBJJE revela boas disputas de Jiu-Jitsu nas finais do faixa-preta adulto