em

Mestre Ricardo Libório é graduado com a faixa-coral de Jiu-Jitsu

Figura célebre do esporte recebeu a graduação máxima pelas mãos do mestre Carlos Rosado

Mestre Ricardo
Evento de graduação do mestre Ricardo Libório contou com ação beneficente e aulão gratuito ministrado pelo próprio homenageado. Foto: @ranflyss

Um dos alunos mais aclamados de Carlson Gracie, o mestre Ricardo Libório foi graduado à faixa-coral no último domingo, dia 17 de março, em uma cerimônia no salão nobre da AABB, na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio. O evento marcado pela graduação máxima de Jiu-Jitsu após 31 anos de faixa-preta, também teve uma motivação beneficente, com recolhimento de kimonos e faixas para distribuição em projetos sociais cariocas.

De acordo com os organizadores do evento, cerca de 450 pessoas participaram da cerimônia, um registro de lotação máxima. O mestre Ricardo Libório, um dos fundadores da Brazilian Top Team, foi homenageado com a comenda Helio Gracie, entregue pelo vereador Marcelo Arar, pelos serviços sociais prestados por meio do esporte. 

Segundo informações da Graciemag, Libório foi o primeiro campeão mundial de Jiu-Jitsu entre os super-pesados, em 1996. Quem ficou com a missão de amarrar a faixa-coral na cintura do mestre foi Carlos Rosado, uma peça-chave na trajetória de Libório dentro da Arte Suave: foi ele quem convenceu o homenageado, ainda jovem, a treinar Jiu-Jitsu, no início dos anos 1980.

Roberto ‘Cyborg’ e André Seabra compereceram ao evento

Entre as personalidades do esporte que compareceram para prestigiar de perto a graduação, Roberto ‘Cyborg’ marcou presença e disse que se sente honrado em poder testemunhar essa fase da trajetória de um ícone que ajudou a pavimentar o esporte.

“É um presente gigantesco poder ter a honra de estar aqui, homenageando o mestre Libório, um grande amigo, grande professor, grande atleta, um ícone do nosso esporte. Que festa linda, com muita gente que construiu e pavimentou o Jiu-Jitsu. Eu estou aqui como um estudante da arte, um apreciador. O mestrão Libório merece esse carinho.”, afirmou entusiasmado à fotógrafa Luciana Alves, que cobriu o evento.

André Seabra, responsável pelo “Fazendo a Diferença Jiu-Jitsu”, um projeto que insere pessoas neurodiversas na prática da modalidade, também compareceu, dizendo que não poderia deixar de prestigiar o “mestrão do coração”. A cereja do bolo foi um aulão gratuito ministrado pelo próprio mestre Ricardo Libório. Um presente para os participantes nessa festa do Jiu-Jitsu.

Avatar photo

Escrito por Emmanuela Oliveira

Emmanuela Oliveira é faixa-marrom de Jiu-Jitsu e formada em Comunicação Social. Dentro do tatame, aprendeu que é possível conjugar Jiu-Jitsu, escrita e o gosto pelas artes visuais em um só pacote.

Ana Paula Minerato, musa de escola de samba paulista, ganha competição de Jiu-Jitsu em São Paulo

Tricampeão mundial e lenda do MMA, Bibiano Fernandes vai lutar de kimono no Pan da IBJJF