em

WIN!WIN!

Meregali finaliza Preguiça no mata-leão no Fight Pass Invitational 5

Torneio de grappling do UFC reuniu diversos craques

Nicholas Meregali finalizou o rival Felipe Preguiça no UFC Invitational 5. Foto: UFC
Nicholas Meregali finalizou o rival Felipe Preguiça. Foto: UFC
  • Por Emmanuela Oliveira

Ele prometeu e cumpriu. Nicholas Meregali, vivendo o auge de sua carreira, segue mostrando que não é uma personalidade da luta com promessas vazias no UFC Fight Pass Invitational 5. O faixa-preta da New Wave, seguro no seu jogo lapidado por John Danaher, afirmava com segurança uma vitória por finalização, mais precisamente por mata-leão.

Ao cumprir o que prometeu, Nicholas repete o feito de 2018, quando ele e Felipe Pena ficaram frente a frente no tatame do Mundial da IBJJF. Na ocasião, Meregali finalizou o representante da Gracie Barra com um estrangulamento pelas costas.

O início do combate, main event da noite, foi marcado por um cuidado por parte dos lutadores, sem muita exposição a riscos e muito estudo de movimentação. A mudança de ritmo começou após Meregali conseguir derrubar Felipe, mais de uma vez, para buscar o domínio e o controle das costas até culminar no estrangulamento.

Yuri Simões, campeão absoluto do ADCC do ano passado, enfrentou Nicky Rodriguez no co-main event do FPI 5. Por muitos minutos, o embate manteve-se equilibrado até que Nicky, o “Black-Belt Slayer”, se desvencilhou de um ataque do single leg e partiu ligeiramente para as costas de Yuri, que conseguiu se defender da finalização. A luta entre os dois foi ao overtime e zerou o cronômetro no placar. Vitória para Nicky Rod por pontos.

Mason Fowler brilha e finaliza na kimura

Escalado para enfrentar Gordon Ryan naquela que seria a luta principal – Gordon abandonou o combate por conta de uma lesão na costela -, Mason Fowler deixou claro que seu camp também foi efetivo para levar a melhor sobre Haisam Hida. Ainda no tempo regular do combate, Mason finalizou o oponente com uma clássica kimura.

Uma das lutas mais emocionantes da noite foi protagonizada por Victor Hugo e Dan Manasoiu. O duelo começou com dois botes de Victor Hugo no braço do lutador da New Wave para prosseguir sem feitos marcantes, até que Dan despertou com um jogo mais acelerado, abrindo vantagem sobre o representante da Six Blades Jiu-Jitsu, tricampeão mundial de kimono da IBJJF. Ainda que estivesse demonstrando cansaço, Victor reagiu de forma surpreendente, invertendo a posição de amasso no chão e terminando o movimento por cima. O resultado foi uma americana que obrigou “Big Dan” a bater. Com o resultado positivo, Victor Hugo soma na carreira mais uma vitória sobre Dan Manasoiu.

Vagner Rocha finaliza e vence no mesmo evento em que o filho

Vagner Rocha, veterano com passagem pelo ADCC e UFC, dois dos maiores eventos de luta do mundo, venceu Victor Silverio da Gracie Barra por estrangulamento no overtime. Com o resultado, ele emplaca a sua segunda vitória no FPI. Achilles Rocha, filho de Vagner, abriu a noite de evento em luta contra Andy Varela.

O fenômeno de 16 anos foi superior na técnica e venceu Varela por pontos. Outra luta do card também foi composta por grapplers de sobrenomes famosos: Nicky Ryan, irmão de Gordon, e Jonnatas Gracie. Naquela que talvez foi a luta mais acirrada da noite, Jonnatas acabou vencendo por pontos.

No torneio, há quem tenha conseguido decidir o combate mais rapidamente por finalização, mais precisamente com armlock. Esse foi o caso de Hannah Goldy e Aaron Wilson, ambos finalizaram Amanda Mazza e Cristian Guzman, respectivamente, na chave de braço. No segundo duelo feminino da noite, a experiência de Luiza Monteiro, faixa-preta 2º grau da Atos, não foi o suficiente para evitar o preciso heel hook da americana Elisabeth Clay, da Ares BJJ.

Roberto Jimenez finaliza Roosevelt Sousa na final do absoluto do Mundial No Gi 2023

Cassio Silva é um dos professores de Jiu-Jitsu mais renomados em Paris, na Franca.

Cassio Silva detalha temporada e visa ouro em GP de Jiu-Jitsu na França