em

Marcio De Deus vive seu melhor momento como professor de Jiu-Jitsu

Gabi Pessanha é a maior estrela do time do professor Marcio De Deus. Foto: Milena Freitas

Marcio De Deus vive, quiçá, o seu melhor momento como professor de Jiu-Jitsu. A dedicação e o tempo dentro do tatame começaram a gerar grandes oportunidades para o faixa-preta e seus alunos do projeto TMD House, localizado dentro da comunidade Cidade De Deus, no Rio de Janeiro.

Estudioso e adepto ao trabalho a longo prazo, Marcio viu Victor Lima, um dos seus primeiros alunos, abrir sua primeira filial na Califórnia, um dos estados mais populares dos Estados Unidos. O MD, como é chamado pelos mais próximos, influenciou diretamente no crescimento técnico de Gabi Pessanha, hoje a número 1 do Jiu-Jitsu, e dona de quatro títulos mundiais da IBJJF.

Gabi e Victor são os grandes exemplos da escola, foram forjados no mesmo tatame que a nova geração da equipe usa para treinar hoje em dia. Márcio ainda conta com uma nova safra cheia de potencial na faixa-azul e faixa-preta, principalmente, no feminino.

Márcio tem atletas campeões do Campeonato Europeu, Pan-Americano, Brasileiro e Mundial, os quatros principais campeonatos do calendário da IBJJF. A seguir, ele comenta o início de temporada do seu time.

“Nosso início de temporada é muito positivo, nós conquistamos muitas medalhas e posicionamento como equipe nos grandes eventos, coisa que a gente não estava conseguindo fazer. É nítido que o time está avançando tecnicamente, os resultados estão mostrando isso”, reflete Marcio.

A equipe já está em solo americano para a disputa do Campeonato Mundial, que começa nesta quinta-feira, na Califórnia. Gabi é a principal estrela do time de competição, mas os novos talentos prometem surpreender.

“O time é sempre encabeçado pela Gabi Pessanha pelos títulos e bons resultados dela, mas outros atletas têm conseguido títulos e fazendo com que o time cresça. Eu estou com muito pé no chão, sabendo que a gente tem uma trajetória muito longa, é um trabalho de longo prazo. Trabalhar com equipe de base não é ter resultados imediatos e, graças a Deus, a gente está vindo com uma geração muito boa. Na minha visão, os que os meus alunos mais desenvolveram foram a maturidade de lutar, a experiência, lutando com o conhecimento da regra. Eles estão muito mais centrados na competição. Estão vivendo como atletas, realmente”, diz o professor.

A primeira parte da temporada ainda está prestes a acabar, mas Márcio já tem um planejamento pronto para o segundo semestre de 2023.

“O objetivo é conquistar mais medalhas no Mundial e, depois, é dar um foco ainda maior no trabalho com a divisão de base. Vamos ter o Pan Kids, o Sul-Americano Kids, além dos campeonatos sem kimono também. Vai ter também a inauguração do nosso novo espaço, a nossa nova sede, o Instituto TMD House e, com isso, vamos ampliar o horizonte dos alunos. E daqui a cinco anos, acreditamos que vamos estar com mais academias espalhadas pelo mundo. Vem muitas novidades por aí na Europa, América Central e nos Estados Unidos. O nosso time vai ficar muito competitivo e, realmente, brigando com os maiores”, aposta MD. 

Avatar photo

Escrito por Vitor Freitas

Jornalista, Vitor Freitas atua diretamente na produção de conteúdo para o Jiu-Jitsu de todas as formas a mais de 10 anos.

Grand Slam Rio: Gabi Pessanha, Uanderson Ferreira, Leonardo Mario e Zayed Alkatheeri garantem presença

Leonardo Mario está pronto para vencer o Grand Slam Rio de Janeiro