em

Lucas Hulk analisa duelo de grappling com Gordon no WNO: “meu jogo sempre foi bom contra ele”

Craque da Atos disputa cinturão dos pesados do WNO contra Gordon Ryan no dia 30 de lovembro

Lucas Hulk vibra ao vencer luta no ADCC 2022. Foto: KH Visions
Lucas Hulk vibra ao vencer luta no ADCC 2022. Foto: KH Visions

Lucas Hulk vai medir forças com Gordon Ryan na luta principal do WNO 21, marcado para o dia 30 de novembro, no Texas. Hulk terá a oportunidade de desbancar o atual campeão peso pesado da organização e pode encerrar o reinado do melhor lutador de grappling da atualidade. 

Gordon e Hulk já se enfrentaram em duas ocasiões e o americano levou a melhor em ambas. No entanto, Hulk ofereceu real perigo a Gordon nos dois combates e se aproximou da vitória, especialmente no ADCC 2019, quando Gordon marcou os pontos na reta final.

O embate marca o retorno de Lucas Hulk ao grappling, já que ele focou na preparação para o MMA na última temporada. Então, ele está motivado para continuar sua história sem kimono. 

Agora, Hulk acredita que está com o jogo mais encaixado e confia na experiência para levar o cinturão do WNO. O craque da Atos conversou com o VF Comunica e contou detalhes da preparação para o combate.

“Aqui está massa, Galvão está sempre presente, me apoiando, o Kaynan também, ele é o melhor treino para mim porque é um cara pesado e tem um nível técnico muito alto. Estamos focados na regra do evento, que é de 30 minutos de luta. Estou fazendo rounds longos e está bem pesado, puxado demais. Mas eu gosto disso, gosto de me desafiar”, afirmou Lucas Hulk.

Lucas Hulk promete brilhar no grappling

Hulk é um exímio competidor e se mostrou um dos atletas mais perigosos de sua geração. O faixa-preta analisou os duelos com Gordon e frisou que sempre o deixou o adversário fora da zona de conforto durante as lutas. 

“Já lutei com ele duas vezes e meu jogo sempre foi bom contra ele. Sempre mostrei domínio na luta e ele sempre teve dificuldade de fazer coisas. Acho que não tem muita coisa para mudar, é só manter e deixar o jogo mais forte ainda”, disse o desafiante. 

Sem trash talking dessa vez

Lucas Hulk e Gordon Ryan não economizaram nas provocações no passado, mas Lucas deixou o trash talking de lado para esta luta. O brasileiro reforçou que seu objetivo está em lutar e fazer história.

“O trash talking envolve muitas coisas, acho que tem um limite e a gente não vai muito além disso. Acho que é mais sobre lutas. Eu estou bem focado na luta ao invés de fazer trash talking. Já chegamos a fazer muito há um tempo atrás, a gente ficava se zuando, mas hoje estou mais focado na luta mesmo”, garantiu Hulk.

Lucas Hulk listou as áreas em que se tornou um lutador melhor após enfrentar Gordon e alguns de seus parceiros de treino no grappling.

Meu jogo ficou mais sólido porque eu já lutei com alguns parceiros de treino dele. Os caras têm um jogo muito bom de leglock, mas eu sempre consegui anular. Então, melhorei muitas coisas conforme meu Jiu-Jitsu evoluiu e acho que meu jogo está bem mais sólido, estou mais experiente também.

Avatar photo

Escrito por Gabriel Almada

Jornalista aficionado por luta e faixa-roxa de Jiu-Jitsu

PFL anuncia aquisição do Bellator. Foto: Divulgação/PFL

PFL confirma compra do Bellator e garante embate de campeões em 2024

Marcio de Deus e Gabi Pessanha no The Crown. Foto: Reprodução/Instagram

Marcio de Deus conta detalhes da coroação de Gabi no The Crown