em

João Barreto revela planos ambiciosos da FIJJD para fomentar o Jiu-Jitsu na Espanha

João Barreto está à frente da FIJJD. Foto: BJJ Frames

A FIJJD faz um trabalho notável na Europa e tem sido crucial no desenvolvimento do Jiu-Jitsu na Europa. A Federação europeia é referência na realização de eventos na Espanha e os campeonatos têm ganhado destaque pela estrutura, organização e cuidado com os competidores. 

O próximo grande compromisso da Federação será a nona edição da Europe BJJ Cup, a ser realizada nos dias 14 e 15 de outubro, em Valência, na Espanha. Esta será a etapa final do ranking  e serão entregues os prêmios aos melhores atletas do ano e às melhores equipes. A Federação também homenageará diversos professores que trabalham incansavelmente no processo de crescimento do Jiu-Jitsu na Espanha. Com o intuito de incentivar o Jiu-Jitsu no país, o torneio terá premiação em dinheiro para os vencedores dos absolutos com kimono. 

Líder da FIJJD, João Barreto, em entrevista ao VF Comunica, compartilha os próximos objetivos da Federação e reforça a evolução do Jiu-Jitsu na Espanha.

“A FIJJD, desde sua origem, tem a filosofia de tentar ser diferente na regra, principalmente em caso de lutas empatadas. Nosso objetivo é profissionalizar o Jiu-Jitsu na Espanha, seja distribuindo prêmios em dinheiro para os vencedores dos absolutos, feito que fomos pioneiros na Espanha. Também fazemos atividades extras durante o evento, como seminários para kids e adultos. Nos esforçamos para oferecer o melhor serviço para que os participantes possam ter uma experiência inesquecível. Hoje contamos com a melhor estrutura de eventos de Jiu-Jitsu no país e usamos a melhor plataforma de gestão de eventos, a Smoothcomp.com”, compartilha o faixa-preta.

João Barreto destaca a importância da Federação para a popularização do Jiu-Jitsu na Espanha e enaltece o empenho dos professores de Jiu-Jitsu da região.

Hoje em dia, o Jiu-Jitsu na Espanha está a todo vapor. Desde a chegada da FIJJD ao país, em 2015, conseguimos fazer com que o nosso esporte tivesse uma maior difusão, e assim chegar a muitas pessoas que ainda não tinham conhecimento desse esporte, dado a que a cada evento realizado, os participantes expõem em suas redes sociais como foi a sua experiência antes, durante e depois de participar de algum evento de Jiu-Jitsu. Esse hábito fez com que a modalidade chegasse ao conhecimento de inúmeras pessoas que ainda não conheciam o Jiu-Jitsu na Espanha, o que despertou uma curiosidade nelas e, consequentemente, muitas destas se tornaram praticantes. Creio que há mais academias e praticantes de Jiu-Jitsu na Espanha do que em Portugal e também Inglaterra, países onde o Jiu-Jitsu chegou antes. Isso foi resultado de um trabalho em conjunto entre os professores líderes das equipes e os promotores de evento da Espanha”, afirma João Barreto.

João ressalta o papel histórico da FIJJD na Espanha e garante que os campeonatos da Federação crescem a cada ano por proporcionarem uma experiência única aos competidores, seja aquele que nunca havia competido anteriormente ou um mais experiente.

“A Europe BJJ Cup é um dos eventos mais importantes do panorama nacional e europeu, já que reúne atletas da Espanha, Portugal, França, Itália, Suíça e também tínhamos uma grande adesão de atletas russos e do leste da Europa antes da guerra. Esse evento, desde a primeira edição, tem sido importante no crescimento do Jiu-Jitsu na Europa, pois é onde boa parte dos atletas podem se medir e assim ir melhorando o nível. A cada edição, batemos recorde de participação e consequentemente o nível do nosso esporte no continente europeu sobe a cada ano”, conta o organizador do evento.

Em 2023, a FIJJD já promoveu cinco torneios na Espanha e um em Portugal. No dia 30 de setembro, a Federação realizará a sexta etapa do calendário da temporada 2022/23. Trata-se do Open Costa Dourada Gi e Nogi 2023. Será o penúltimo evento do calendário anual. O evento será disputado em Salou, cidade localizada a pouco mais de uma hora de Barcelona. 

O crescimento dos campeonatos de Jiu-Jitsu na Espanha é visível. A Federação tem planos ambiciosos com o esporte na região e visa feitos inéditos.

“Na primeira edição da Europe BJJ Cup, em 2015, em Madrid, tivemos menos de 300 atletas inscritos. Daí em diante, batemos o recorde de participação a cada ano e, na última edição do ano passado, tivemos pouco mais de 1.300 participantes. Nossa meta é alcançar 1500 participantes na próxima edição”, conclui João.

Avatar photo

Escrito por Gabriel Almada

Jornalista aficionado por luta e faixa-roxa de Jiu-Jitsu

Referência em ensino, francês fala sobre o grappling e analisa Meregali

Bruno analisa card do BJJ Stars e destaca promessas da Lead BJJ