em

Gordon Ryan fala sobre renda e diz que “faz mais dinheiro que campeões do UFC”

Maior parte da renda do pupilo de John Danaher é resultante da venda de vídeos de técnicas

Somente com ganhos de bolsas de competição e venda de vídeos online, Gordon Ryan é um dos atletas mais bem pagos da atualidade.
Somente com ganhos de bolsas de competição e venda de vídeos online, Gordon Ryan é um dos atletas mais bem pagos da atualidade. Foto: Chris Unger / Zuffa LLC

Em entrevista ao podcast MMA Hour with Ariel Helwani, Gordon Ryan falou sobre os rendimentos no Jiu-Jitsu. Um ganho bem acima da média quando comparado com a lucratividade de outros atletas da modalidade. Na entrevista, Gordon foi ainda mais além ao colocar o assunto em perspectiva, afirmando que “faz mais dinheiro que a maioria dos campeões do UFC”.

De acordo com o BJJ Eastern Europe, o retorno financeiro de um dos atletas mais badalados da New Wave, somente com competições, chega aos 200 mil dólares por ano. A robustez dos rendimentos mensais de Gordon Ryan vem de outras fontes: da venda online de vídeos instrucionais, seminários, patrocínios e atividades nas redes sociais. 

O pico da lucratividade se encontra na venda de vídeos de técnicas, particularmente os comercializados através da plataforma BJJ Fanatics. Ainda de acordo com a página BJJEE, o tricampeão do ADCC consegue gerar pouco mais de 1 milhão e meio de dólares, mensais, somente com o consumo desse conteúdo na internet. É um ganho expressivo por si só, sem contar as outras possibilidades de engordar a conta bancária.

Para Gordon, não compensa trocar o Jiu-Jitsu por outro esporte de luta

Diante da oportunidade de migrar para outra modalidade de combate como, por exemplo, sair do Jiu-Jitsu e do grappling para lutar MMA, Gordon Ryan é categórico – ele não precisa abandonar sua função atual se a questão for unicamente financeira. Segundo ele, não há motivo para se expor a riscos desnecessários, como pancadas na cabeça, se a sua situação atual é bem confortável. 

“Agora, estou em um ponto onde não preciso sair (do Jiu-Jitsu). Eu faço mais dinheiro que a maioria dos campeões do UFC e, tipo assim, não tem lógica para mim levar porradas na cabeça, todos os dias, e depois ter que lutar.”, afirmou Gordon.

Grappler com postura midiática de celebridade, Gordon Ryan, além de atleta excepcional com feitos esportivos que o eternizaram como ídolo, é também uma figura apropriada para a indústria do entretenimento – tem presença corriqueira nas redes sociais e não minimiza posicionamentos polêmicos.

“É uma exclusividade do Gordon Ryan. Eu sou como o Floyd Mayweather ou o Conor McGregor do Jiu-Jitsu, eu acho. Quer dizer, eu não chego nem perto de fazer dinheiro como eles, mas tipo, proporcionalmente ao resto dos caras.”, comparou.

Avatar photo

Escrito por Emmanuela Oliveira

Emmanuela Oliveira é faixa-marrom de Jiu-Jitsu e formada em Comunicação Social. Dentro do tatame, aprendeu que é possível conjugar Jiu-Jitsu, escrita e o gosto pelas artes visuais em um só pacote.

Luciano ‘Moranga’, campeão brasileiro aos 47 anos, nunca pensou em desistir

Kaynan Duarte, Fellipe Andrew e Victor Hugo estão fora do Mundial