em

Fabricio Bicudo vibra com título do Pan 2022 na IBJJF

Fabricio Bicudo venceu o Pan pela segunda vez. Foto: IBJJF/Facebook

Fabricio “Bicudo”, 47 anos, é um verdadeiro funcionário do Jiu-Jitsu. Além de dar aulas de Jiu-Jitsu na Flórida, nos Estados Unidos, o faixa-preta ainda compete no circuito internacional da IBJJF. Recentemente, ele foi campeão do Pan-Americano na categoria master 4, ao vencer Robert Schuster (Wisconsin 360 Jiu-Jitsu).

Mesmo tendo uma vasta coleção de medalhas de ouro e uma experiência de sobra com Jiu-Jitsu, Fabricio detalha que a mente pode ser o maior desafio de um competidor.

“A nossa parte mental pode ser o que mais prejudica a gente em uma competição de Jiu-Jitsu e, ao mesmo tempo, pode ser o que vai fazer você vencer. Depende de como você lida com seus pensamentos. Apesar de competir bastante, esta foi a maior lição que aprendi com essa medalha de ouro”, destaca Fabricio, faixa-preta desde 2001.

Para ficar com o ouro, o campeão teve que vencer quatro lutas em sequência. Na disputa final, Fabricio precisou lidar com a guarda de Robert com maestria.

“O adversário da final tinha uma guarda bem perigosa, mas eu também conseguir me sair bem ali. Fui capaz de anular todos os ataques dele, consegui me sair bem. Eu estava muito bem para esse campeonato. Estava muito bem fisicamente e muito bem com meu peso, acabou que fui muito mais agressivo nessa competição por conta da minha confiança!”, relata Fabricio.

O popular Bicudo conta que as recentes conquistas o deixam empolgados para pegar mais uma medalha de ouro importante na Federação.

“Quando você vem de conquistas assim, você fica confiante e empolgado. Você vai para o Mundial Master com uma confiança boa. É sempre bom lutar um campeonato grande vindo de vitória. Mas eu lido bem com isso tudo e tenho experiência para lidar com esses momentos. Eu gosto bastante do Campeonato Mundial porque reencontro meus amigos e é muito bom compartilhar o tatame com as lendas!”, conta Fabricio, que vai lutar o Orlando Open antes e ainda vai acompanhar o filho no Pan Kids, maior torneio de crianças do mundo.

Ex-atleta de MMA, Fabricio vê com bons olhos o investimento do One Championship no grappling. Nas últimas semanas, a organização asiática assinou com Renato Canuto e Tainan Dalpra.

“É incrível o que o One está fazendo para o grappling e o Jiu-Jitsu, de modo geral. Se eu receber uma oportunidade é claro que eu aceitaria, seria muito bom. Mas agora é um foco de cada vez. Estou feliz por ver o esporte crescendo e atingindo patamar maiores”, encerra o professor.

Avatar photo

Escrito por Vitor Freitas

Jornalista, Vitor Freitas atua diretamente na produção de conteúdo para o Jiu-Jitsu de todas as formas há 13 anos.

Gutemberg Pereira comenta vitória e esclarece polêmicas do Brasileiro 2022

Moicano, Mario e Liberati vencem Brasileiro e recebem faixa-preta de Jiu-Jitsu