em

Estudo de caso: a comunicação de Gilbert Burns no UFC Rio

Fala, pessoal! Este será um quadro novo aqui no portal Vitor Freitas Comunica, onde analisarei a comunicação dos principais atletas dos esportes de combate. A missão é ajudar no posicionamento dos atletas de Jiu-Jitsu e fazer com que eles possam se comunicar melhor, atraindo mais visibilidade e oportunidade para suas próprias carreiras.

No UFC Rio, encerrado na noite de ontem, diversos atletas brasileiros não foram capazes de aproveitar a oportunidade com o microfone de maior poder de audiência do esporte – exceto uma pessoa. Gilbert “Durinho” Burns foi o atleta mais diferenciado desde a semana da luta, mudou seu corte de cabelo e usou roupas não convencionais – sua comunicação não verbal já estava em alta e ele foi além.

Nas oportunidades de entrevista pré-luta, Gilbert não enrolou nas respostas, foi firme em suas palavras, analisou suas performances e não poupou palavras quando precisou falar sobre suas credenciais para continuar em alta no evento. Gilbert é uma marca dentro do UFC, ele sabe lutar e sabe entreter – tem conhecimento que é isso que o faz ser atrativo para a empresa, que também precisa lucrar.

A parte em que os outros atletas mais pecaram foi na entrevista pós luta. Com o microfone em suas mãos, Gilbert escolheu o próximo nome para enfrentar, enquanto muitos deixaram para o UFC decidir (imagina o Dana lembrar do seu nome em meio aos que se destacam?), além de se colocar como o atleta mais perigoso da categoria. “Vou vencer todo mundo, qualquer um que vier” – esbravejou o vencedor. Gilbert colocou mais hype ainda em seu nome, virou alvo de outros adversários e mostrou ser um atleta valioso – tudo o que uma marca gosta e precisa. É por isso que ele tem contrato com a RVCA e Panini, mesmo não podendo estampar o logo em suas roupas no dia da luta.

Enquanto você só fizer agradecimentos, não se expor, não gerar um entretenimento, você não vai ter grande oportunidades somente por vencer. Nota-se que Gilbert em momento algum faltou com respeito a ninguém, mas ele foi diferente de todos os outros.

Nas redes sociais, Gilbert é o mais ativo após o UFC Rio e o que, entre os brasileiros, mais ganhou menção da mídia e fãs.

O que você vai esperar para começar a ser um atleta diferente em 2023?

https://www.instagram.com/p/CnuaZbjJ8dT/
Avatar photo

Escrito por Vitor Freitas

Jornalista, Vitor Freitas atua diretamente na produção de conteúdo para o Jiu-Jitsu de todas as formas a mais de 10 anos.

Campeonato Europeu 2022: as novas revelações do Jiu-Jitsu

Faixa-preta da Alliance, Vinicius Lino quer focar no grappling em 2023