em

Cinco atletas são pegos no doping e aceitam punição de três anos da USADA

Igor Feliz, Jonatas Gracie, Henrique Ceconi, Vagner Rocha e Roberto Cyborg são punidos pela USADA por três anos

Igor Feliz, Jonatas Gracie, Henrique Ceconi, Vagner Rocha e Roberto Cyborg são punidos pela USADA por três anos

A Agência Anti-Doping dos Estados Unidos (USADA), através de uma nota, anunciou hoje que cinco faixas-pretas foram pegos no doping e perderam seus títulos no Mundial Sem Kimono de 2022, realizado na Califórnia.

Leia o comunicado oficial da USADA, que conta sobre a punição dos cinco faixas-pretas de Jiu-Jitsu:

Igor Nascimento da Costa Feliz, 24 anos, de Port San Lucie, Flórida, testou positivo para testosterona exógena e seus metabólitos como resultado de uma amostra de urina em competição coletada em 11 de dezembro de 2022, no Campeonato Mundial No-Gi.

Jonnatas Gracie Araujo da Silva, 25 anos, de San Diego, Califórnia, testou positivo para 19-norandrosterona (19-NA), um metabólito da nandrolona e outros 19-noresteróides proibidos, e testosterona exógena e seus metabólitos como resultado de uma amostra de urina em competição coletada em 11 de dezembro de 2022, no Campeonato Mundial. Ele aceitou um período de inelegibilidade de três anos que começou em 25 de janeiro de 2023, a data em que foi provisoriamente suspenso da competição.

Roberto de Abreu Filho, 42, de Miami, Flórida, testou positivo para testosterona exógena e seus metabólitos como resultado de uma amostra de urina fora de competição coletada em 20 de dezembro de 2022. Ele aceitou um período de inelegibilidade de três anos que começou em 27 de janeiro de 2023, a data em que foi provisoriamente suspenso da competição.

José Henrique Cardoso, 29, de Santa Catarina, Brasil, testou positivo para 19-NA, 2a-metil-5a-androstan-3a-ol-17-one (um metabólito de drostanolona), epitrenbolona (um metabólito de trembolona), metastona e testosterona exógena e seus metabólitos como resultado de uma amostra de urina. Ele aceitou um período de três anos de inelegibilidade que começou em 1o de fevereiro de 2023, a data em que foi provisoriamente suspenso da competição.

Vagner S. Rocha, 40, de Davie, Flórida, se recusou a se submeter à coleta de amostras depois de ser notificado por um oficial de controle de doping da USADA durante um teste fora de competição em 23 de dezembro de 2022. Ele aceitou um período de inelegibilidade de três anos que começou em 11 de janeiro de 2023, a data em que foi provisoriamente suspenso da competição.

Leia mais sobre Jiu-Jitsu, aqui.

Avatar photo

Escrito por Vitor Freitas

Jornalista, Vitor Freitas atua diretamente na produção de conteúdo para o Jiu-Jitsu de todas as formas há 13 anos.

Tainan Dalpra domina Isaque, John Alves conquista GP dos Leves

Pedro Rocha conquista quarta medalha de ouro seguida na IBJJF