em

Cássio Silva exalta valorização da AJP Tour: “Ganhei 13 mil dólares”

Faixa-preta começou a temporada faturando o ouro da etapa de Tóquio do Grand Slam

Cássio
Cássio Silva vem desempenhando boa campanha na AJP Tour. Logo no início do ano, foi campeão da etapa em Tóquio. Foto: Arquivo Pessoal

Nome forte entre os competidores do master, Cassio Silva já entendeu a importância de focar em torneios que possuem a valorização e profissionalização do esporte como guia. É o caso da AJP Tour, uma organização cada vez mais poderosa no cenário do Jiu-Jitsu, com torneios realizados com frequência em diferentes continentes, proporcionando estrutura de alto nível nos campeonatos, premiação em dinheiro, entre outros benefícios, como passagem aérea.

“Eu já briguei pelo ranking da AJP em 2022 eu fiquei em segundo lugar, a AJP pagou minha passagem de avião, hotel, inscrição e até um carro particular pra me buscar no aeroporto. No final, ainda ganhei 13 mil dólares. O esporte evoluiu muito nos últimos anos, tem várias maneiras de viver do Jiu-Jitsu, eu consegui empregar um aluno para viver só da competição e dar aula, só vai melhorar daqui pra frente.”, detalha o fundador da School of Champs.

Cássio Silva é um profissional que hoje conseguiu uma posição de excelência como representante do Jiu-Jitsu na França, um reconhecimento obtido graças à credibilidade que ele construiu na carreira. Segundo ele, em entrevista ao VF Comunica, a mentalidade de fazer do Jiu-Jitsu um modo de vida, na França, está se tornando cada vez mais comum.

“Acho que hoje em dia, na França, tem mais gente que acredita que pode dar certo do que antes, mas ainda acho que isso bloqueia bastante a evolução do profissionalismo do Jiu-Jitsu aqui. Eu estou tentando mudar isso na minha academia e estou conseguindo, quero que todos que decidam viver do esporte não tenham medo e acreditem que vai dar certo.”, afirma, tendo como argumentos as próprias conquistas no país.

Cássio Silva destaca maiores oportunidades para os atletas do master

Tão renomado como formador de atletas quanto competidor, a trajetória de Cássio, os ouros mais recentes foram os da etapa de Tóquio do Grand Slam da AJP Tour e do Europeu da IBJJF, indica que a temporada de 2024, ainda no início, será de ainda mais destaque. Ciente da importância de um bom trabalho de autopromoção, somado a resultados expressivos nos tatames, Cássio é um dos que se beneficiam com o reconhecimento cada vez maior dos atletas acima dos 30 anos de idade.

“Vários grandes nomes que fizeram história na categoria adulto estão lutando de master e acho que isso aumenta o hype da categoria, assim como os masters estão sabendo usar as redes sociais de forma mais consciente, a favor deles, fazendo um bom marketing.”, comenta, satisfeito com o progresso.

Avatar photo

Escrito por Emmanuela Oliveira

Emmanuela Oliveira é faixa-marrom de Jiu-Jitsu e formada em Comunicação Social. Dentro do tatame, aprendeu que é possível conjugar Jiu-Jitsu, escrita e o gosto pelas artes visuais em um só pacote.

Guybson Sá retorna à ativa no Pan da IBJJF: “Não vejo a hora de pisar no tatame e competir”

AVJJB realiza terceira edição do Aberto Venezuelano de Jiu-Jitsu com centenas de inscrições