em

Carlinhos Gracie Jr, Nika Schwinden e a importância do Jiu-Jitsu feminino: “tem que investir”

Nika e sua filha durante o seminário na GB Floripa. Foto: Milena Maldonado/VF Comunica

Desde sexta-feira, dia 11 de março, o quartel general da Gracie Barra Florianópolis, em Santa Catarina, recebeu mais de 60 mulheres no tatame para um super camp com a missão de propagar o Jiu-Jitsu feminino. Mulheres de todos os cantos do Brasil compareceram para aulas com a professora Nika Schwinden e Vivi Almeida, figuras importantes no quadro de faixa-preta da escola mais tradicional do esporte.

No sábado, elas receberam uma visita do mestre Carlos Gracie Jr., o maior incentivador do esporte para qualquer tipo de pessoa. O faixa-coral vermelha e branca fez uma breve introdução do esporte, falou dos benefícios da prática da modalidade e ressaltou a importância das mulheres dentro de uma academia de Jiu-Jitsu.

“As mulheres estão cada vez mais conquistando seu espaço e é nítido o crescimento do Jiu-Jitsu feminino. É muito importante ter mulheres assumindo grandes responsabilidades, hoje muitas delas já têm a própria academia sem precisar de um homem. Se o Jiu-Jitsu feminino estivesse na bolsa de valores, eu investiria”, disse o mestre Carlos, em conversa com as ouvintes no tatame.

Carlos Gracie Jr e Nika durante o seminário. Foto: Milena Maldonado/VF Comunica

Logo depois, as professoras Nika e Vivi comandaram um seminário técnico de passagens de guarda cruzando o joelho e posicionamentos importantes para não ser raspado.

No domingo, Vivi fez um aulão de BarraFit e introduziu para as meninas presentes o valor e importância de uma atividade física. O método em questão adapta movimentos do Jiu-Jitsu para movimentar o corpo, eliminar gorduras e gerar um bem-estar.

Avatar photo

Escrito por Vitor Freitas

Jornalista, Vitor Freitas atua diretamente na produção de conteúdo para o Jiu-Jitsu de todas as formas a mais de 10 anos.

Mica Galvão, Sodré, Rider e Bombom no Curitiba Open de Jiu-Jitsu

Igor Tigrão e faixa-marrom da Atos brilham no Indianápolis Open de Jiu-Jitsu